Folheado e banhado: entenda as diferenças

Uma das grandes dúvidas de vendedores de acessórios e semijoias está relacionada ao tipo de banho que uma peça recebe. Isso porque não sabem a diferença entre o folheado e banhado, o que pode gerar uma certa confusão e complicar suas vendas.

Ambos são tratamentos que um acessório recebe logo após ser fabricado. Consiste na aplicação de camadas de metais como ouro, prata e cobre, a fim de garantir beleza, durabilidade e qualidade.

Porém, o que os diferencia é o tipo de metal usado e o número de camadas que cada um recebe. Para entender exatamente quais são as diferenças entre as semijoias, acompanhe o nosso post.

O que diferencia um acessório folheado de um banhado?

Semijoia folheada

Uma semijoia folheada, também chamada de chapeada, é uma peça que tem como base um metal não nobre, como o bronze, que recebe uma fina camada de um metal nobre com o objetivo de deixá-la mais bonita e resistente.

Esse processo consiste na compressão de uma folha de ouro ou prata, por exemplo, sobre a semijoia ou objeto, de forma a aderir à peça. Por isso, o folheamento deve ser feito em objetos que têm a superfície mais lisa.

Semijoia banhada

Já a semijoia banhada passa pelo processo de galvanoplastia. Nesse processo a peça é mergulhada em uma solução com um metal nobre dissolvido e, por meio de uma corrente elétrica, ele é aplicado ao acessório.

A semijoia pode receber uma ou mais camadas de um metal, sendo elas mais ou menos espessas. O tempo que ela fica imersa nessa solução é o que define seu acabamento, resistência e brilho.

Qual escolher: folheado ou banhado?

Pelo fato de o processo de folheamento ser indicado para peças mais lisas e regulares, o banho de metal se tornou mais comum e eficiente em semijoias. Isso porque elas têm um design diferenciado e irregularidades que dão destaque à peça.

Mesmo assim, é muito importante observar qual é composição de metais do acessório para alertar os consumidores sobre seu uso e cuidados. Isso pode evitar alergias e também o escurecimento das peças pelo uso de perfumes, cremes e até mesmo pela imersão em água.

Além disso, saiba qual é a quantidade (em milésimos) de metal que foi aplicada na peça, certificando-se de sua qualidade. Assim, você oferece um produto que atende às necessidades dos clientes e que será resistente ao ser usado no dia a dia.

Quais são os metais mais utilizados nesses processos?

Níquel

O banho de níquel é o que é dado ao metal-base e vem antes do metal nobre. Ele é usado para corrigir as irregularidades na peça e garantir a durabilidade do banho de ouro, prata ou ródio.

Prata

Os produtores de semijoias geralmente utilizam as ligas de prata para banhar ou folhear as semijoias, pelo fato de a prata pura ser muito maleável. Ela também garante brilho e durabilidade às peças e, para evitar a oxidação, recebe uma camada de verniz.

Ouro

O banho de ouro é um dos mais usados em semijoias, justamente por fornecer brilho e durabilidade às peças. Além de evitar a oxidação em contato com substâncias corrosivas. É possível banhar ou folhear as peças com o ouro amarelo, rosa, branco ou vermelho.

Ródio

O banho de ródio é usado para finalização das peças de ouro e prata. Sua função é proteger as semijoias de arranhões e aparecimento de manchas, além de conferir brilho a elas.

Para ser uma revendedora de sucesso e fidelizar os clientes, é essencial conhecer e saber explicar as diferenças entre um acessório banhado e folheado. Assim, você poderá oferecer a semijoia ideal para cada consumidor.

Assine a nossa newsletter para receber em primeira mão os conteúdos que poderão te ajudar a melhorar o seu atendimento e performance como revendedora.

Total
22
Shares

Receba Novidades

Inscreva-se em nossa newsletter