Você já deve ter notado a grande quantidade de dietas milagrosas que aparecem de tempos em tempos, prometendo um emagrecimento rápido às custas de uma mudança radical na alimentação. Dietas que, num primeiro momento, até funcionam — mas esses resultados não se mantêm por muito tempo.

Se você quer saber como manter o corpo em forma, mas não tem muito tempo disponível para isso e não está disposta a se sacrificar para conquistar esse objetivo, saiba que existem formas mais simples e saudáveis de se sentir melhor consigo mesma — são hábitos que você pode encaixar direitinho na sua rotina. Confira nossas dicas neste post!

Quais são os benefícios de manter a forma e cuidar da saúde?

Você pode até encontrar por aí fórmulas mágicas para se manter em forma, mas nenhuma delas substitui o cuidado com a sua saúde. Isso porque cultivar hábitos mais saudáveis traz benefícios para o seu corpo e sua mente que refletem em todas as áreas da sua vida.

Conquistar o corpo que você deseja é ótimo para sua autoestima, porque, assim, você se sente mais segura, confiante e bem consigo mesma. E, se você se relaciona bem com sua aparência, isso também afeta seu relacionamento com as outras pessoas.

Mas, além disso, o cuidado contínuo com a saúde previne doenças, aumenta sua disposição e sentimento de bem-estar e contribui para uma vida mais equilibrada. Isso tem um grande impacto na sua vida, seja no seu trabalho, nos momentos de lazer ou na sua relação com seus amigos e familiares. Ou seja, você tem um ganho enorme em qualidade de vida!

Conheça 4 dicas de como manter o corpo em forma

Agora que você já sabe quais são os benefícios de cuidar da saúde, separamos algumas dicas para ajudar você a ser mais saudável e manter o corpo em forma. São alguns hábitos que você pode adaptar ao seu estilo de vida e incorporar na sua rotina. Confira!

1. Cuide da sua alimentação

Basicamente, comer acima de nossas necessidades energéticas é o que nos faz acumular gordura e aqueles quilinhos a mais na balança. Mas não é só a quantidade que conta: os tipos de alimentos que você consome impactam muito nesse acúmulo. Ao fazer as compras do mês, fique atenta a alguns detalhes que vão fazer a diferença na sua alimentação:

O que deve ser evitado?

Os carboidratos simples são absorvidos rapidamente pelo nosso organismo e se transformam facilmente em tecido adiposo. Além disso, esses nutrientes provocam a sensação de saciedade, mas a fome retorna em pouco tempo — o que faz com que você coma ainda mais.

Por isso, alimentos ricos em carboidratos — como massas, batata, pães brancos e arroz branco — devem ser evitados ou consumidos com moderação. Açúcares são da família dos carboidratos, por isso também devem ser evitados. Outra possibilidade é substituí-los pelos carboidratos complexos, que são absorvidos mais lentamente e estão presentes nos alimentos integrais.

Mas é bom frisar: carboidratos são importantes para o nosso organismo, porque são fonte de energia. Portanto, você não deve se preocupar em cortá-los totalmente do seu cardápio. Basta comer em menor quantidade — ou substituir pelos alimentos integrais!

Frituras e carnes muito gordurosas também devem ser evitadas, além do excesso de sal, que provoca retenção de líquido e é um dos causadores da hipertensão.

Os alimentos processados, como as conservas e enlatados, têm adição de sal e açúcar e são muito calóricos. Já os ultra-processados —como biscoitos recheados, salsichas, presuntos e salgadinhos de pacote — são ricos em conservantes, sódio, gorduras trans e saturadas. Ou seja, quanto menos alimentos industrializados você consumir, melhor para sua saúde!

O que deve ser consumido?

Procure aumentar o consumo de alimentos naturais e, de preferência, crus. Coma bastante vegetais: frutas, verduras, legumes e leguminosas como feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico. Prefira as proteínas de carnes magras ou de ovos, leite e derivados. Algumas gorduras também são boas, como a dos peixes, azeite de oliva ou abacate, por exemplo.

Outra dica é aumentar a ingestão de alimentos com fibras vegetais, como cereais, frutas e verduras, que melhoram o funcionamento do intestino e diminuem aquela sensação de inchaço e mal estar. Além disso, não espere a fome aumentar ficando muito tempo sem se alimentar — prefira fazer pequenas refeições ao longo do dia.

2. Movimente o seu corpo

Melhorar a alimentação e movimentar o corpo são atitudes complementares na busca por uma vida mais saudável. A atividade física, além de auxiliar no emagrecimento, traz muitos benefícios ao sistema imunológico e ao funcionamento de todo o organismo.

Além disso, libera uma substância chamada endorfina, que está associada ao prazer e ao bem-estar. Quer coisa melhor para liberar as tensões do dia a dia?

Os exercícios aeróbicos e de resistência (ou musculação) são muito indicados para quem quer emagrecer. Mas, se você não tem tempo de ir à academia ou não gosta desse tipo de atividade, existem inúmeras alternativas para se exercitar: caminhar, correr, pedalar, dançar, nadar — escolha o que se encaixa melhor no seu estilo de vida e o que mais te dá prazer!

Mas, se você acha que realmente não tem tempo para nenhuma atividade, não tem problema. O importante é buscar uma vida mais ativa, tentando somar pelo menos 30 minutos de atividades por dia — seja subindo escadas em vez de usar o elevador, andando pequenas distâncias ou fazendo a faxina da casa.

3. Durma adequadamente

Ter uma boa noite de sono é muito importante para acordar descansada e conseguir encarar a correria do dia seguinte. Dormir mal pode fazer com que você se sinta desanimada, sem energia, deprimida ou irritadiça, além de tornar muito mais difícil se concentrar em qualquer coisa. Além disso, a privação de sono aumenta o risco de problemas como diabetes, hipertensão e até obesidade.

Aqui vão algumas dicas de como ter uma boa noite de sono:

  • Algumas horas antes de dormir, evite bebidas ou alimentos com cafeína, como cafés, chás e chocolates;
  • Tente ir para a cama sempre no mesmo horário, para que seu metabolismo se acostume;
  • Não coma alimentos de difícil digestão antes de dormir. Prefira os alimentos leves e evite comer pouco tempo antes de deitar;
  • Mantenha o quarto arejado, escuro e em temperatura agradável.

4. Beba bastante líquido

agua aromatizada

Ao longo do dia, nosso corpo perde muito líquido através do suor, urina e respiração, por exemplo. Por isso, tenha sempre ao seu lado uma garrafinha de água e consuma muitos sucos, chás ou água de coco. Além disso, não espere a sede chegar: sentir sede é sinal de que os líquidos do organismo já estão na reserva.

A quantidade de água por dia que você deve ingerir depende de vários fatores, como o clima, o seu metabolismo, o nível de atividades físicas que você pratica, o seu peso e o seu tipo de alimentação. Uma dica interessante é observar a sua urina: se estiver escura, é sinal de que você deve aumentar sua ingestão de água.

Quer saber alguns dos benefícios de beber muita água? Confira:

  • Junto com as fibras vegetais, a água auxilia num bom funcionamento do intestino, evitando a constipação e o inchaço;
  • Promove o funcionamento dos rins e ajuda a reduzir o inchaço recorrente da retenção de líquidos;
  • Promove a revitalização das células, hidratando sua pele de dentro para fora e tornando-a mais bonita;
  • Ajuda na sensação de saciedade, fazendo com que você diminua a ingestão de alimentos.

Viu só? Tornar-se uma pessoa mais saudável e alcançar o corpo que você deseja depende principalmente da incorporação de alguns hábitos no seu dia a dia — à medida do que for possível para você e dentro da sua rotina e estilo de vida. E não precisa de nenhum sacrifício!

Agora que você já sabe tudo sobre como manter o corpo em forma, entenda também a importância do empoderamento feminino e quais benefícios ele pode trazer para a sua vida!

Total
16
Shares

Receba Novidades

Inscreva-se em nossa newsletter