Os 4 maiores desafios da mulher empreendedora e como superá-los

As mulheres estão ocupando cada vez mais espaços que, durante muito tempo, foram reservados apenas aos homens. Um desses espaços é o universo empreendedor — no Brasil, por exemplo, o número de mulheres já superou o de homens na criação de novos negócios. Mas os desafios da mulher empreendedora ainda existem e é preciso encontrar maneiras de superá-los para se destacar no mercado e alcançar o sucesso.

Esses desafios existem porque, afinal, estamos falando de uma grande transformação na sociedade — as mulheres nunca tiveram muita liberdade para serem o que quisessem ser. Portanto, escolher abrir um negócio e tornar-se empreendedora é uma importante forma de empoderamento feminino, e você não está sozinha nessa jornada.

Neste texto, selecionamos os principais desafios enfrentados pelas mulheres empreendedoras e apresentamos formas de superá-los. Não perca!

1. Preconceito da sociedade

O machismo ainda é muito presente na sociedade e esse é um dos maiores desafios de todas as mulheres, especialmente as que decidem abrir seu próprio negócio. As empreendedoras ainda são olhadas com desconfiança e descrédito por muitas pessoas, que acreditam que mulheres são sensíveis demais e não têm a firmeza necessária para gerir um negócio.

Por causa disso, é comum que as mulheres precisem de um esforço muito maior que o dos homens para provar a sua capacidade e o seu valor. Além disso, o preconceito pode minar a autoestima e a autoconfiança das mulheres e fazer com que elas desanimem ou desistam do seu propósito.

Como superar

Procure não dar tanta importância a comentários negativos ou a pessoas que não lhe dão credibilidade. Isso pode não ser tão simples na prática, mas existem muitas histórias de mulheres de sucesso nas quais você pode buscar coragem e inspiração — mulheres famosas, familiares, amigas e até mesmo personagens de filmes, livros ou séries.

Outra dica importante para encarar os desafios da mulher empreendedora é: construa uma rede de apoio para se fortalecer. Junte-se a outras mulheres que abriram seu próprio negócio para trocar ideias e experiências e procure sempre a companhia de pessoas que a apoiam e acreditam em você.

2. Insegurança e medo do fracasso

A insegurança e o medo do fracasso são emoções comuns para qualquer pessoa que se aventure em um negócio próprio, incluindo os homens. Mas, para as mulheres, esses sentimentos são somados à desconfiança e ao descrédito da sociedade — consequências do machismo — e adquirem um peso ainda maior.

Para muitas pessoas, encarar um projeto novo e se lançar no desconhecido é excitante e encorajador. Nesses casos, o medo e a insegurança se transformam em uma fonte de motivação e de energia para trabalhar ainda mais. Mas, especialmente para as mulheres, existe o risco de esses sentimentos serem intensos a ponto de paralisá-las.

Como superar

Uma das melhores formas de driblar a insegurança e o medo de fracassar é se preparar. Portanto, estude muito sobre a sua área de atuação, faça cursos online ou presenciais, procure conteúdos confiáveis na internet, mantenha-se atualizada em relação ao mercado, troque experiências com outras pessoas da área, enfim, busque se capacitar continuamente.

Tudo isso, além de ajudá-la a se destacar no mercado e a tomar decisões mais acertadas, vai fazer com que você se sinta mais segura e confiante em relação ao seu potencial.

3. Dupla jornada de trabalho

Além dos efeitos emocionais do machismo, há ainda uma consequência prática que atinge em cheio as empreendedoras: o excesso de trabalho. Isso porque, mesmo com todos os avanços, as mulheres ainda são as principais responsáveis por cuidar da casa e dos filhos — mesmo que elas tenham um emprego ou o seu próprio negócio.

Conciliar as duas jornadas é complicado e transforma a sua rotina em algo pesado e estressante. Isso faz com que as suas atividades, tanto em casa quanto no trabalho, sejam prejudicadas. Além disso, fica difícil separar tempo e energia para aproveitar os momentos de lazer com a família e os amigos, descansar, cuidar de si e da própria saúde.

Como superar

A principal dica, aqui, é aprender a gerenciar o seu tempo. Isso significa que você precisa organizar um cronograma, delimitando claramente os horários de dedicação ao seu negócio, às tarefas domésticas, ao descanso e ao lazer. Assim, você não corre o risco de passar todo o seu tempo trabalhando ou se preocupando com o trabalho.

Além disso, comece a delegar mais tarefas, especialmente em relação aos cuidados com a casa e os filhos. Divida as responsabilidades com todos que moram com você e deixe claro que cuidar dos assuntos domésticos não é um dever apenas da mulher.

4. Dificuldade para se posicionar como empreendedora

Muito do descrédito das pessoas em relação às mulheres empreendedoras vem da ideia de que as mulheres não têm as características necessárias para gerir bem um negócio — características como firmeza, coragem para correr riscos ou segurança. Acredita-se que os homens, “mais racionais”, são empreendedores melhores do que as mulheres, “mais emotivas”.

Isso faz com que algumas mulheres sintam dificuldade em encontrar a melhor forma de se posicionar em relação aos clientes, fornecedores ou funcionários, por exemplo. Algumas se convencem de que são incapazes de ser boas gestoras, outras se esforçam demais para se encaixar nas expectativas sociais e acabam se perdendo.

Como superar

Para começar, não é só porque você é mulher que não tem todas essas características associadas aos homens. Por outro lado, quem disse que a sensibilidade prejudica nos negócios? Pelo contrário: características geralmente atribuídas às mulheres, como sensibilidade, empatia e facilidade em se relacionar, podem ser muito úteis para uma empreendedora.

O segredo é buscar o autoconhecimento e identificar quais são as suas qualidades, para usá-las a seu favor. Você não precisa ser agressiva ou competitiva só porque é isso que se espera de um empreendedor. Portanto, aprenda a usar as ferramentas que você tem.

Estamos vivendo um momento de transformação na sociedade e os desafios da mulher empreendedora ainda são muitos. Mas eles não podem ser encarados como obstáculos intransponíveis, e sim como fontes de motivação para que você se empenhe ainda mais na realização do seu sonho. Inspire-se em mulheres de sucesso, observe as nossas dicas e acredite no seu potencial!

Gostou deste artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais e ajude também suas amigas a se tornarem empreendedoras de sucesso!

Total
63
Shares

Receba Novidades

Inscreva-se em nossa newsletter