Como organizar as finanças pessoais depois da separação?

Enfrentar um divórcio é um momento muito delicado na vida de um ex-casal. Ambas as partes sofrem com o abalo emocional e com a mudança repentina da rotina, que muitas vezes durou anos.

É muito comum que esse processo seja ainda mais difícil para as mulheres, que muitas vezes deixaram sua carreira para cuidar dos filhos e passaram a depender financeiramente do ex-companheiro.

Aliás, a rotina financeira é uma das mais difíceis de se recuperar nesse momento. Você está sem paciência para pensar nas questões mais simples do dia a dia — então, assuntos burocráticos não serão o foco nesse momento. Mesmo assim, é importante parar e refletir sobre como ficará suas finanças pessoais daqui para frente.

Se você precisa de ajuda nesse momento e quer organizar sua vida financeira, não se sinta sozinha! Nós preparamos dicas valiosas para você colocar tudo em ordem e conseguir seguir em frente, de cabeça erguida. Acompanhe!

Separe as contas

Quando levamos uma vida a 2, é natural que os ganhos financeiros sejam somados e que as despesas sejam divididas, assim como dívidas, investimentos e até mesmo contas em bancos.

A verdade é que a relação termina, mas os compromissos não. E, dependendo das circunstâncias do divórcio, é normal que você não queira muito contato com seu ex-parceiro.

É nesse momento que pode começar uma grande bola de neve. Você não quer pensar em despesas, não quer encontrar a outra pessoa para resolver pendências e já nem sabe mais onde começa e onde termina sua vida financeira.

Nossa 1ª dica é que você pegue um papel e uma caneta e liste tudo o que você e seu ex têm em comum na vida financeira. Pense em contas pendentes, dívidas dele em seu nome — ou suas em nome dele — contas bancárias vinculadas, bens que ainda estão sendo pagos ou qualquer aspecto financeiro que envolva os 2.

Esse é o momento para decidir o que cada um pode pagar e quais despesas podem ser sanadas por ambas as partes. Além disso, você terá uma visão mais clara do próximo passo, saberá se precisa abrir uma nova conta ou fazer um novo cartão de crédito, por exemplo.

Por mais que uma separação seja conturbada, é muito importante resolver tudo o que envolve dinheiro da melhor forma possível. Se for necessário, peça para uma amiga de confiança te ajudar nessa missão.

Quando a tempestade passar e as coisas estiverem mais calmas, você vai querer estar com suas contas em dia, pronta para o crescimento. Por isso, evite deixar essa tarefa para depois e acabe com todas as pendências financeiras da sua antiga rotina.

Redefina seus objetivos

Todo mundo tem sonhos e objetivos na vida, mas depois do casamento é natural que as decisões sejam tomadas pelo bem da família. Então, algumas das suas maiores vontades e paixões podem ficar para escanteio.

No momento da separação você vai sentir como se faltasse um pedaço de você ou da sua vida. Pode até achar que não tem um objetivo concreto ou não tem condições para criar um plano. Mas você tem!

Pegue um papel e uma caneta novamente e comece a pensar nas coisas que você sempre quis realizar, mas que acabou ficando para depois. Não force grandes planos e pense simples. Pode ser uma viagem, um plano de negócios ou até mesmo uma tatuagem.

Se permita sonhar e dê mais atenção para suas preferências nesse momento. Procure estabelecer objetivos que possam melhorar sua vida financeira, já que essa será uma das suas principais preocupações inicialmente.

Quando você conseguir desenhar suas maiores vontades, será muito mais fácil criar planos de ação para ver esses sonhos saírem do papel. Talvez essa seja a energia que você precisa para tirar os olhos do problema e conseguir concentrar suas forças no seu progresso financeiro.

Comece um negócio

Sim, nós sabemos que iniciar um negócio é uma tarefa trabalhosa. Mas o que pode ser melhor que distrair a cabeça e ainda garantir sua renda nesse momento? Por isso não tenha medo! A insegurança para quem está fora do mercado há um tempo é natural, mas existem diversas opções que podem te ajudar nesse momento.

Uma dessas opções pode ser a revenda de joias e semijoias. Você não precisa de um alto investimento para começar, tem um produto de fácil aceitação no mercado e ainda pode alcançar o seu público de forma muito natural.

Primeiro, procure uma empresa séria e comprometida, que te ofereça vários tipos de semijoias. Fique atenta à qualidade das peças e tenha certeza que está trabalhando com um bom produto.

É importante que a empresa também ofereça apoio no começo, dando dicas de vendas e informações completas sobre os produtos, já que pode haver uma coisa ou outra que você ainda não domine.

Comece oferecendo para suas amigas ou mulheres do seu círculo social. Com o tempo, seu negócio pode se popularizar e você vai se recolocar no mercado, trabalhando com um produto lucrativo.

Invista em você

A melhor maneira de ter retorno financeiro é investindo na sua especialização, ainda mais se você está fora do mercado por muitos anos. Ao traçar suas metas, você deve ter percebido que não fez muitas coisas que gostaria no passado, e essa é sua chance de dar continuidade nesses projetos.

Por isso, não pense 2 vezes em investir em cursos que podem melhorar seu desempenho. Se você apostar na ideia de abrir um negócio, pode investir em cursos para aprender a administrar seus recursos, um curso de vendas ou até mesmo marketing. Isso vai te deixar mais preparada e confiante para o futuro.

Não é impossível reorganizar as finanças pessoais depois de uma separação. O importante, nesse momento, é tentar pensar com clareza e não deixar a emoção influenciar nessas decisões para que sua vida financeira não seja prejudicada no futuro.

Priorize suas vontades e não tenha medo de apostar nos seus sonhos. Essa fase ruim vai terminar e, quando esse momento chegar, você estará poderosa e confiante como nunca imaginou!

Se você quer mais dicas sobre finanças, descubra como conquistar a independência financeira de uma vez por todas!

Receba Novidades

Inscreva-se em nossa newsletter