6 ideias criativas para ganhar dinheiro na internet

Com a atual situação do país, começar a pensar em outras formas de aumentar a renda pode salvar o seu orçamento no final do mês. Umas das formas mais interessantes de fazer isso é ganhar dinheiro na internet.

Com relativamente pouco investimento e algum talento, é possível começar um negócio online. Você pode fazer isso vendendo produtos e serviços — e, quem sabe, fazer disso a principal fonte de renda da sua família.

Pensando em ajudar você a enxergar essas oportunidades, enumeramos as 6 melhores formas de ganhar dinheiro na internet. Isso despertou seu interesse? Então acompanhe o post!

1. Vender mercadorias em grupos do Facebook

Existem muitos grupos no Facebook dedicados a reunir pessoas que vendem produtos novos e usados. Eles normalmente são divididos por cidade e os anúncios são feitos pelos próprios participantes. Caso você tenha roupas, acessórios ou mesmo equipamentos eletrônicos que foram usados poucas vezes, essa opção pode ser interessante.

Prós

Entre as maiores vantagens de uma venda assim estão a praticidade de comunicação para quem compra e vende. Além da visualização de imagens por parte de quem compra. Além disso todo o processo acontecer sem utilização de intermediários.

Contras

Entre as desvantagens estão os fatos de você precisar entrar nos grupos todos os dias e comentar no seu post, para fazer com que ele fique sempre no topo. Além disso, é preciso confiar muito no que as pessoas estão falando. Como por exemplo se elas pagarão da forma como foi combinada e se não se trata de um bandido tentando dar golpes.

2. Escrever conteúdos exclusivos para sites e blogs

Se um dos seus talentos for a escrita, outra forma de ganhar dinheiro na internet é produzindo conteúdos exclusivos para sites, redes sociais e blogs de empresas. Escrever sobre a companhia no seu site, fazer postagens nas redes sociais e criar conteúdos para o blog é um trabalho que dá para exercer de casa, totalmente online.

Prós

Muitas empresas preferem contratar um freelancer para fazer esse serviço, portanto, levando jeito para o ramo e conhecendo bem o cliente e seu consumidor, você já terá meio caminho andado.

Contras

Infelizmente essa é uma área em que algumas pessoas pensam que podem atuar sem o conhecimento necessário de marketing de conteúdo ou de gramática. Assim, você pode acabar lidando com a demora de aprovação de alguns textos simplesmente por falta de conhecimento e de confiança por parte do cliente.

Outro problema que pode ocorrer é o cliente não saber passar muito bem a cultura da empresa para você nos briefings. Com isso ele pode acabar reprovando boa parte dos textos iniciais, tentando até escrever algumas coisas por conta própria. Afinal, ele conhece a organização melhor do que você.

3. Fazer testes e avaliações em sites que pagam por esse serviço

Quando vamos comprar algum produto em um e-commerce, normalmente prestamos atenção redobrada nos comentários avaliativos deixados por pessoas nas páginas dos produtos. Com isso, surgiram sites como o Eu Testei, que remuneram pessoas para emitirem suas opiniões sobre os produtos dos sites que contratam o serviço. É importante saber que você precisa ter usado o item sobre o qual vai emitir opinião.

Prós

Também é uma forma de ganhar dinheiro totalmente digital, ou seja, você não vai precisar encontrar ninguém para entregar o produto (como ao fazer vendas pelo Facebook) nem precisará lidar diretamente com os clientes do site.

Contras

Não é bem um ponto contra, mas um dificultador: você precisa ter uma conta no Google AdSense para receber todos os seus ganhos por lá. Outro ponto que algumas pessoas podem considerar negativo é que a sua imagem é divulgada nos comentários que você fizer, para dar credibilidade ao depoimento.

4. Revender joias nas redes sociais

É certo que a internet é um dos meios mais práticos de se aproximar das pessoas, afinal, não existe uma barreira física para que as elas se comuniquem.

Melhor do que usar a internet é usar um ambiente social dentro dela — é aí que entram as redes sociais. Com joias, por exemplo, ter um perfil dedicado à revenda é uma forma bastante inteligente de divulgar seu serviço. O comum é postar fotos dos seus produtos no Instagram, com uma legenda informativa sobre o item em questão e interagir com os clientes por lá.

Prós

Por meio de mídias como o Facebook, o Instagram ou o Pinterest, é possível interagir mais rapidamente com futuros clientes, porque eles conseguem ver imagens do seu produto e falar com você quase que em tempo real.

Contras

Assim como no primeiro tópico, é preciso confiar nas pessoas: esperar que elas paguem direitinho pelo produto e que não sejam criminosos que têm outras intenções ao lhe encontrar para a coleta do item e coisas do tipo.

Outro ponto que não é bem negativo, mas um dificultador, é que você precisa já ter uma quantidade de dinheiro guardada para investir no negócio desde o início, com posts patrocinados e algum estudo sobre marketing digital para não começar errando.

5. Criar websites e blogs para clientes

Esse é um ramo que vem crescendo ano após ano, afinal, muitas empresas já reconhecem a importância de ter seu ambiente virtual desvinculado do Facebook, por exemplo, para vender seu produto/serviço, seja criando um site, um blog ou os dois.

Como nem todos têm a habilidade de criar um website, já que isso demanda conhecimentos específicos, pode ser uma boa ideia para você que sabe programar e tem prática com web design. Sendo assim, divulgue o seu trabalho e crie o melhor site que conseguir para vender o seu serviço.

Prós

Essa é uma área bastante promissora. Sabendo lidar com todo tipo de cliente, você terá uma boa oportunidade de crescer profissionalmente, ganhar um dinheiro significativo — já que não será um salário fixo, dentro de uma firma — e pode até acabar criando a sua própria empresa.

Contras

Definir seu preço dentro de uma grande concorrência pode ser um problema, já que você estudou e investiu seu tempo e dinheiro para fazer bem o que faz. Existem algumas plataformas, como o Wix, que permitem que se crie um site ou blog sem gastar dinheiro, e muitas pessoas podem preferir assim, sem perceber que aquele ambiente não é próprio, pois pertence ao Wix.

6. Vender fotos para sites especializados

Caso você seja fotógrafo e queira aumentar sua renda, uma boa opção para ganhar dinheiro na internet é vender suas fotos autorais para sites especializados — os famosos bancos de imagem.

Sites como o Fotolia e iStockPhoto trabalham com programas de parceria com fotógrafos. Neles, é possível vender as suas fotos virtualmente e ganhar dinheiro. Dependendo do site, as comissões podem variar entre 15% e 63% em cima do valor de venda de cada foto.

Prós

Com um trabalho assim, você pode transformar um hobby em fonte de renda, ou seja, você consegue fazer aquilo que tem prazer — tirar belas fotos — e ainda ser remunerado por isso. Todo mundo sai ganhando!

Contras

O ponto dificultador é investir em equipamento e cursos de fotografia, afinal, para ser comercializada, a foto precisa ser de nível profissional.

Para algumas pessoas, essa forma não seria tão imediata, mas caso você já tenha o equipamento necessário e saiba as melhores técnicas, essa área é, definitivamente, uma opção a se considerar.

Existem várias formas de ganhar dinheiro na internet. Só é necessário ter um pouco de paciência, espírito empreendedor e saber qual dos seus talentos pode ser explorado.

Gostou das nossas dicas de como ganhar dinheiro na internet? Então assine a nossa newsletter no box rosa aqui ao lado e receba mais informações como essas diretamente no seu e-mail!

Total
107
Shares

Receba Novidades

Inscreva-se em nossa newsletter